Receba Samizdat em seu e-mail

Delivered by FeedBurner

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Dois poemas de Bruna Kalil Othero







Paleativa


Você é rebelde só da cintura para baixo

1984, George Orwell



busco prazer sendo profana
para que o físico compense
o descompasso
do meu interior tão triste
e tão mole. fujo
dos sentimentos
justamente por ter a plena consciência
de que sou sentimental dem-
ais.
Tenho medo, pavor, fobia
de apaixonar-me outra
vez, dói muito. o amor
corroeu minha alma,
fez dela um terreno caduco,
descrente.
então, eu fecho os olhos,
passo o batom vermelho
e abro minhas pernas,
tentando esquecer que sou humana:
vou morrer.






Pintura de Mulher


Saí do banho,
ainda molhada,
e encarei-me no frio espelho.
Descalça,
descabelada,
queimada de sol,
úmida,
nua.

Nua em pelo,
despida de todos os adornos sociais, políticos, culturais, econômicos.

Me senti mulher:
perfeitamente bela, na minha nudez animal.




Do livro Poétiquase - Editora Letramento

Share


Rafael F. Carvalho
Autor do livro A Estante Deslocada, é paulistano, nascido em 27 de Fevereiro de 1978. Foi publicado em antologias de novos escritores e em jornais universitários, e é formado em Letras pela Universidade de São Paulo.


todo dia 17


1 comentários:

parabéns Bruna Kalil Othero por sua bela anima nua!

Postar um comentário