Receba Samizdat em seu e-mail

Delivered by FeedBurner

terça-feira, 8 de abril de 2014

senhor diretor






ora veja, senhor diretor
estamos atrapalhados
ainda em roupas de baixo

é preciso abrir um caminho entre as garrafas 

entrem as garrafas!

como estamos, senhor diretor?
a quantas andamos hoje?
mil? dois mil? dez mil?  

perdoe-nos esse inseto
ele não sabe o que faz  

diga-nos, caríssimo diretor
como temos passado?
isso é tudo o que devemos? 

ficamos surpresos
até mais animados em pensar que
a burocracia atravessa o universo até nós
na perfeita razão dialética
e nos torna tão semelhantes
entre os buracos das traças
e as boas aparências 

beba uma conosco, senhor diretor, não nos faça essa desfeita 

aqui nos elevamos todos à categoria de bens
não repare
somos uns tão pertencentes aos outros
ignoramos a ordem hierárquica específica 
basta estarmos assim juntos sob o mesmo elenco de contas
e nos entendemos

nos veremos todos no grande inventário daqui a um tempo
quando nossas conversas já houverem esquecido o primeiro significado

mais uma? que maravilha!

é aqui que devemos assinar? 
que nome escrevemos aqui? 

perdão, era para ser engraçado  

vamos rir de tudo isso 
nós e o senhor, senhor diretor 

amanhã
quando a massa documental voltar à retroalimentação
deitar-nos-emos com ela
impregnados de renovada libido

está satisfeito? bem, bem

é para nós também uma satisfação, senhor diretor
obrigado por coletar nossas rubricas 

volte, sem compromissos, sim?

a saída é por ali
bom dia 






imagem: acervo pessoal (V.)
Creative Commons
atribuição-uso; não comercial




publicado originalmente em http://pragasurbanasrenitentes.blogspot.com.br/2014/03/senhor-diretor.html

Share


Volmar Camargo Junior EDITOR DE POESIA
Volmar Camargo Junior, V., nativo de Cruz Alta, ativo em Rio Grande, é poeta, vendedor de livros. professor não praticante, arquivista em formação, pai do Dimitri. Escreveu os blogs Um resto de café frio e O balcão das artes impuras. Escreve o Verbo.

todo dia 08