Receba Samizdat em seu e-mail

Delivered by FeedBurner

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

um mal de ausências

ouvi falar de uma doença qualquer nos nervos
dessas que vêm no pacote
tem uns contratempos mais ortodoxos
náuseas
vômitos
convulsões
coisas assim

diferente das outras, que se sente dores por possuí-las,
o mal dessa é o indivíduo não sentir dor alguma

por sua causa 
ou melhor
por causa de uma
ausência da outra
há efeitos ainda mais adversos e escusos

não se chora com lágrimas
não se cresce direito
o sangue não circula como deveria
e se diz de quem a tem não sentir prazer com o paladar

[e se é coisa de nervos talvez não se sinta prazer com nada que afete o corpo
mas essa é uma suposição minha, nada científica]

não se morre disso
o comentário é que os que morrem com ela
morrem de coisas estúpidas
como ferir-se severamente sem nem perceber
ou ir dormir e não acordar porque o coração perde o estímulo

[pudera
isento de tudo o que há nos outros muito
o coração vai bater por quê?]

        publicado originalmente em http://poeticaipsisverbis.blogspot.com.br/2012/07/76-um-mal-de-ausencias.html#!/2012/07/76-um-mal-de-ausencias.html

Share


Volmar Camargo Junior EDITOR DE POESIA
Volmar Camargo Junior, V., nativo de Cruz Alta, ativo em Rio Grande, é poeta, vendedor de livros. professor não praticante, arquivista em formação, pai do Dimitri. Escreveu os blogs Um resto de café frio e O balcão das artes impuras. Escreve o Verbo.

todo dia 08


0 comentários:

Postar um comentário