Receba Samizdat em seu e-mail

Delivered by FeedBurner

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

O fantasma dos Natais passados






Mais uma vez, o clássico A Christmas Carol, de Charles Dickens (1), vai para as telas (2) pela batuta da Disney Pictures; a mais recente teve sua estréia mundial no último dia 6 de novembro. Neste, quem substitui o Lima Duarte (3) - e os outros quarenta ou cinquenta atores, incluindo o Tio Patinhas... - no papel do velho avarento Ebenezer Scrooge é Jim Carrey. Ou, mais especificamente, sua versão digital. É que nesta versão, além das caretas naturais, Carrey contará com a tecnologia empregada nas animações de A lenda de Beowulf e O Expresso Polar. Todos os três utilizaram atores para "animar" personagens digitais que são vagamente parecidos com os atores que fazem seus movimentos. Outro ponto em comum entre as três películas é a direção de Robert Zemeckis, que parece ter tomado gosto pela coisa.

Essa tecnologia é um troço muito doido, mas é interessante de se ver: é desenho animado, mas quem titereia o boneco é um ator, através de uma técnica chamada motion capture (4)relativamente recente no cinema, mas bem conhecida dos jogos de luta 3D como o jurássico Virtua Fighter, do falecido Sega Saturn, ou os jogos da série Tekken.

A animação de Os fantasmas de Scrooge é extremamente bem-acabada e realista. O que é um tanto assustador: os filmes estão cada vez mais se entregando à computação gráfica, que deixou há tempos de ser apenas para os efeitos especiais. Agora, pode-se criar... qualquer coisa! O fato de haver um Jim Carrey para fazer as caretas de Scrooge (que são versões das mesmas caretas de Conde Olaf, que são versões das mesmas das do Grinch, das do Máskara, das do Ace Ventura...) é um luxo, praticamente desnecessário. Tivessem botado os animadores geeks a pendurar os sensores pelo corpo e contracenar com os cenários verdes, a Disney pouparia os milhões pagos ao elenco de estrelas. Depois, o presidente da Disney (o Tio Patinhas?) reclama que seus orçamentos estouram...(5).






_______________
crédito da imagem: http://disneyportugal.files.wordpress.com/2009/05/christmas_carol.jpg

Share


Volmar Camargo Junior EDITOR DE POESIA
Volmar Camargo Junior, V., nativo de Cruz Alta, ativo em Rio Grande, é poeta, vendedor de livros. professor não praticante, arquivista em formação, pai do Dimitri. Escreveu os blogs Um resto de café frio e O balcão das artes impuras. Escreve o Verbo.

todo dia 08


0 comentários:

Postar um comentário