Receba Samizdat em seu e-mail

Delivered by FeedBurner

sábado, 4 de abril de 2009

Estados Unidos: A Formação da Nação

Guilherme Augusto Rodrigues


KARNAL, Leandro. Estados Unidos: A Formação da Nação. São Paulo: Editora Contexto, 2005.

De maneira clara e objetiva Leandro Karnal mostra-nos como surgiuram os Estados Unidos e os porquês de terem se tornado o país que é hoje.

Desfaz mitos explicando-nos, de forma simples, por que eles deram certo e outras colônias, como o Brasil, não. Uma das respostas está na colonização de povoamento, assim, as pessoas iriam para morar e produzir, não explorar riquezas e degradar o local como na de exploração. Além disso, o protestantismo visa o lucro e o trabalho, repudiando o ócio. Isso fez com que lutassem pelo que acreditavam e produzissem mais.

Passadas as guerras e as dinastias Tudor e Stuart, muitas pessoas viram na colônia uma esperança de recomeçar uma vida melhor. Nesta época, chegaram os puritanos. Eles eram disciplinados, organizados, conservadores, sonhadores e com ideias revolucionárias. Lutavam contra a política da Inglaterra e assim viraram guerreiros para verem o sonho de fundar uma nova terra, onde podiam ser livres, com identidade e características próprias de acordo com seus ideais. Desta vontade foi surgindo e emergindo a maior potência mundial amada e odiada.

“Estados Unidos: A Formação da Nação” é uma boa leitura para quem quer conhecer mais sobre este país (mesmo que não goste dele). Mas o autor aparenta tender ao americanismo, não dando base à sua afirmação, no começo do livro, de que “os que odeiam o país conhecerão melhor o inimigo e poderão utilizar este conhecimento para vencê-lo”.

Share




0 comentários:

Postar um comentário