Receba Samizdat em seu e-mail

Delivered by FeedBurner

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Colóquio entre roedores, ou não.

Volmar Camargo Junior

 


Coelho — E aí, rato! Como andam os processos contra as empresas?

Rato — Contra a dos computadores eu ganhei ano passado. Mas difícil mesmo está contra a dos desenhos animados. Os advogados deles são umas cobras. E tu, coelhinho, conseguiu alguma coisa da revista?

Coelho — Nada. Quer dizer, consegui o telefone de umas gatas...

 

***

 

Rato — Mas e então, coelhinho... como é a experiência de pôr ovos de páscoa?

Coelho — EU NÃO PONHO OVOS!!!

 

***

 

Coelho — Vem cá. Eu rôo as coisas muito mais que você, e não sou roedor. Como é que pode?

Rato — A mídia pode acabar com a reputação das pessoas. Não vê o caso dos morcegos? Viveram séculos alegando que eram ratos com asas.

 

***

 

Rato — Tá vendo aquele pombo? Odeio pombos.

Coelho — Por quê? São tão bonitinhos.

Rato — São uns porcos, isso sim! Imagina que transmitem muito mais doenças que nós, e as pessoas jogam milho pra eles na praça.

 

***

 

Coelho — To me sentindo tão estranho... Tipo um vazio, sabe?

Rato — Coitado. Se alimentou direito?

Coelho — Sim.

Rato — Tá com problemas no trabalho?

Coelho — Não.

Rato — Doença na família?

Coelho — Nada.

Rato — Grana?

Coelho — Nem.

Rato — O que é então? Coelho? Coelho? Por que tá me olhando assim?

Coelho — É que você tem umas orelhinhas tão sexy...

 

***

 

Rato — Er... O que que há, velhinho?

Coelho — Odeio essa piada.

 

***

 

Rato — Sabia que o melhor amigo do Bambi era um coelho?

Coelho — E você, sabia que os ratos são os animais geneticamente mais parecidos com os seres humanos?

Rato — Tá. Já chega. Você não sabe brincar.

Share


Volmar Camargo Junior EDITOR DE POESIA
Volmar Camargo Junior, V., nativo de Cruz Alta, ativo em Rio Grande, é poeta, vendedor de livros. professor não praticante, arquivista em formação, pai do Dimitri. Escreveu os blogs Um resto de café frio e O balcão das artes impuras. Escreve o Verbo.

todo dia 08


4 comentários:

Volmar, dessa vez vc se superou...

Muito, muito bom...

Este comentário foi removido pelo autor.

tinha erro...apaguei
aqui vai

adorei!! coisinha mais sem graça delirante de riso!

Volmar, vc sempre surpreende. Muito bom.Delícia de leitura.

Postar um comentário